sexta-feira, 3 de julho de 2015

Entrevista: MARIA

Biografia da Autora
Maria José Tagarro, nasceu em Vitória, no Espírito Santo, mora no Rio de Janeiro, começou a escrever fanfics e se aventurou no gênero da literatura. Usava o pseudônimo de Sandy Lane para criar coragem de publicar os seus textos. Considera-se uma viciada por leitura. Começou a ler Monteiro Lobato e nunca mais quis largar os livros. Na adolescência, pensou em ser escritora, mas mantinha os pés no chão e hoje está feliz ao ver esse sonho se realizando.


      1.       Você sempre quis ser escritora? O que te levou a escrever? 
   Eu fui estimulada a ler desde criança e na adolescência comecei a pensar em ser escritora. Comecei a ler fanfics e resolvi criar as minhas próprias. Foi assim que começou.
   
      2.       Quando você escreve quais são suas inspirações? 
   Depende. Varia muito. No meu primeiro livro a minha inspiração foi minha própria adolescência.
  
      3.       Você lê o que escreve ou prefere nem ler pra não mudar tudo?
   Eu leio muito o que eu escrevo! Hehe! Eu leio e releio mas depois que dou o aval, não mudo.

      4.       Gosta de reescrever a mesma cena varias vezes ou tenta mexer o menos possível? 
   Não, não gosto de reescrever. Às vezes eu mudo quando acho que não ficou legal, já fiz isso com um capítulo inteiro porque achava que não se encaixava na história. Prefiro mexer o menos possível.
     
     5.       Qual gênero mais gosta de escrever? Por que? 
   Romance sempre com pitadas de humor. Eu acho leve e divertido. Até escrevo uma história mais dramática, mas em principio quero que as pessoas se divirtam com a história que quero contar.
   
    6.       Qual seu livro favorito? 
   Nossa... Difícil. Vou escolher o primeiro livro que li na infância: ‘‘Memórias de Emília e Peter Pan’’ do Sítio do Picapau Amarelo de Monteiro Lobato. Foi por causa das histórias dele que eu realmente comecei a achar fascinante o mundo da literatura.
    
    7.       Existe algum livro ou autor que você tenha lido e odiado? Por quê? 
   Danielle Steel ‘‘Sua Alteza Real’’. Eu adoro livros que envolvam monarquia, amo os livros da Steel, mas esse foi intragável pra mim. Em nenhum momento me identifiquei com a personagem e nem me comoveu o seu drama, que eu achei vazio. Me arrependi de ter comprado e já até doei o livro.
   
    8.       Seus personagens são mesmo fictícios ou eles têm um pezinho na realidade? 
    Em ‘‘Lizie’’, alguns foram inspirados em pessoas reais, que eu conheci na adolescência, até mesmo o ambiente do colégio. Já os outros que eu escrevi não.
    
     9.       Você já quis rasgar alguma coisa que escreveu por achar ruim demais? 
    Minha primeira fanfic! E algumas coisas que estão em cadernos antigos...
  
     10.   O que você diria para os escritores que estão começando? 
    Escrevam primeiro para vocês. Escreva o que gosta, o que te faz feliz, o que te diverte. Se imaginou uma história e já sabe o que quer passar, vá até o fim, quem dita as regras na sua trama é você. E o mais importante: pode parecer clichê, mas escrevam por amor. 


Links para contato com a Autora:



Elisabeth Batista, a Lizie, é uma garota de 16 anos que estuda no Colégio Excelsior e se considerada praticamente invisível naquele ambiente. Tem três amigas: Camila, Andréia e Sheila e não é muito sociável. Quando suas notas estão baixas em Química e ela precisa ter aulas extras para melhorar a média, conhece novas pessoas, como Beto, um garoto que ama teatro e literatura e se vê mais próxima de Gustavo, um dos garotos mais populares e bonitos do colégio.






Um comentário:

  1. Orgulho me define agora.
    Muito sucesso na sua empreitada.
    Beijos moça.

    ResponderExcluir